As Crônicas de Nárnia – O Sobrinho do Mago



O Sobrinho do Mago,  é o sexto e penúltimo livro da série, seguindo-se a ordem de publicação, porém é o primeiro na ordem cronológica [1] , e foi lançado originalmente em 1955.

osobrinhodomago

Na verdade estou lendo a edição de volume único, publicada pela Martins Fontes, que segue a ordem cronológica dos livros, o que tanto pode ser uma maravilha quanto um grande problema. Pessoalmente, preferiria que tivessem respeitado a ordem de publicação dos mesmos, pois se seguimos cronologicamente, apesar de facilitar bastante o entendimento, nos priva de algumas surpresas e questionamentos, como, por exemplo, a inevitável pergunta sobre como ou de onde Nárnia surgiu. Neste caso, temos a resposta logo no primeiro livro.

No entanto, isso pode ser considerado um mero detalhe e não ofusca a grandiosidade que Nárnia tem. É preciso deixar claro que, ao menos para mim, não devemos compará-la a O Senhor dos Anéis, pois desde o começo da leitura percebe-se que a obra de Lewis foca em um público mais jovem, que busca uma leitura mais descompromissada, sem a avalanche de detalhes que a famosa trilogia possui, em grande parte porque Lewis não possui o dom de guia turístico que Tolkien possuía – e não me apedrejem, isso foi um elogio! – o que o permitia escrever páginas e páginas de descrições de paisagens de tirar o fôlego.

Voltando ao livro, O Sobrinho do Mago conta como Nárnia foi criada, quem é Aslam e como os filhos de Adão e as filhas de Eva foram parar lá. Também vemos qual a origem da feiticeira, e ficamos sabendo que o mal existiu desde os primórdios daquela terra, cabendo a quem o causou tratar de expurgá-lo, pois a vida não é fácil nem mesmo nos reinos de fantasia.

Nárnia traz uma leitura fácil, empolgante, e nos leva em uma viajem a um mundo rico em vida e fantasia. Veremos onde O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa vai me levar.

[1] Wikipédia.pt



12 comentários:

Marina disse...

Sempre procuro ler com o coração aberto e não me arrependi. Nárnia foi uma grande surpresa para mim, que não esperava muito, e me fez chegar às lágrimas em algumas partes, com histórias como A Viagem do Peregrino da Alvorada (e parece que vai virar filme agora em 2010). O Sobrinho do Mago não é a melhor história, mas é bastante esclarecedora, como você mesmo disse.

Luciano A.Santos disse...

Marina,

Agora estou lendo O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa, e, comparativamente ao O Sobrinho do Mago, é bem superior, não que O Sobrinho seja ruim, ao contrário.

Creio que o melhor modo de ler Nárnia é de coração aberto, como você fez, pois assim podemos absorver tudo o que esta terra de fantasia tem para nos dar.

Abraços.

Mauri Boffil disse...

Eu fiquei interessado... mas antes preciso ler o primeiro

Mylla Galvão disse...

Lu,
Não li nenhum livro das crônicas... Apenas vi os filmes...
mas me interessei deveras por elas!!!

bjs

Luciano A.Santos disse...

Mauri,

Este é o primeiro cronológicamente falando, agora, pela ordem de lançamento, o primeiro é O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa.

Nárnia é uma série excelente, é difícil não gostar.

Luciano A.Santos disse...

Mylla,

Eu ainda não vi os filmes, mas me falaram muito bem deles. Os livros estou achando muito bons.

Beijos.

Sandra disse...

Meu filho está lendo.
Não vi o filme, aqui não sei quando irá passar..
Dizem que é muito bom.
Sandra

Luciano A.Santos disse...

Sandra,

É um excelente livro, principalmente para adolescentes, pois a todo momento nos dá exemplos de como os valores são importantes para a vida.

Eu ainda não vi o filma, mas falam muito bem deles, principalmente do Príncipe Caspian.

digitaqueeuteleio disse...

Luciano, estou no time dos que só viram os filmes, porém, não deixo de dizer que estas descrições acima não estejam diferentes do que os filmes mostram: histórias leves, porém muito atrativas, encantadoras mesmo. Vale a pena. Vi os dois no cinema e com a mesma companhia para que pudéssemos dar continuidade às nossas observações do primeiro filme.

E quanto O Senhor dos Anéis não entendo o motivo de ter tanta gente que detestou esta história... não tive problema nenhum de gostar dela...rss Mas cada um é cada um, né?

Abraço
Marcelo.

Karina disse...

Luciano, eu li os quatro primeiros livros das crônicas e até agora só vi "O Leão, A Feiticeira e O Guarda roupa" o filme é mesmo muito bom e tem uma fidelidade com o livro que hoje em dia pouco se encontra. Pretende retomar a leitura de onde parei e terminar de ler as Crônicas.

E com certeza não tem como comparar com O Senhor dos Anéis, mas são bons livros mesmo assim.

Luciano A.Santos disse...

Marcelo,

Eu ainda não vi nenhum dos filmes, mas me falaram muito bem do Príncipe Caspian. Dos livros estou gostando bastante, acabei de ler "O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa", posto sobre ele em breve.

Quanto ao Senhor dos Anéis, como todo clássio, é mais uma da série ame ou odeie. Eu amei.

Abraços.

Luciano A.Santos disse...

Karina,

Não vi os filmes, mas dos livros estou gostando. É claro que não superam O Senhor dos Anéis, mas são livros muito bons.

Postar um comentário

Os comentários aqui publicados são de total responsabilidade de seu respectivo autor, e não representa, necessarimente, a opinião do blog Luciano A.Santos ,de seu autor, ou seus associados e/ou prestadores de serviços.

Nenhum comentário aqui publicado sofre qualquer tipo de edição e/ou manipulação, porém o autor do blog se reserva o direito de excluir todo e qualquer comentário que apresente temática ofensiva, palavras de baixo calão, e qualquer tipo de preconceito e/ou discriminação racial.