O Melhor do Mundo



Ontem me lembrei de um livro que terminei de ler faz um bom tempo. É incrível como você descobre um clássico todo seu nas obras pelas quais você apostaria que, se muito, lhe trariam alguns dias de parco entretenimento.

Foi assim com Réquiem em L.A. Recordando suas páginas, percebo que passei a admirar Elvis Cole, ou "O Melhor do Mundo", como ele prefere ser chamado. Ponto para Robert Crais, seu criador, tido como o novo Raymond Chandler. Pessoalmente acho estas comparações ridículas, já devem existir meia centena de novos Raymond Chandlers por aí.

Elvis Cole é um filho da mãe convencido ao mesmo tempo em que é o cara mais legal do planeta. E me fez perceber sua grandeza dizendo que "Vale a pena chorar pelo coração humano, mesmo que de ônix".

Faz mais sentido lendo o livro. Escreverei a respeito dele em breve.


4 comentários:

Du disse...

Fiquei curiosa pra ver sua resenha sobre esse livro, Luciano! Deve ser muito interessante!

Beijos, boa semana pra ti moço!

jamesp. disse...

Luciano,confesso que não conhecia o autor,e fiquei querendo saber mais.Aguardo a resenha.Abração do james.

Luciano A.Santos disse...

Du,

O livro é muito bom, tem uma narrativa cativante. Espero poder falar dele em breve.

Beijo.

Luciano A.Santos disse...

James,

Foi meu primeiro contato com Crais, mas foi o suficiente para me tornar fã e querer ler mais obras dele.

Grande abraço.

Postar um comentário

Os comentários aqui publicados são de total responsabilidade de seu respectivo autor, e não representa, necessarimente, a opinião do blog Luciano A.Santos ,de seu autor, ou seus associados e/ou prestadores de serviços.

Nenhum comentário aqui publicado sofre qualquer tipo de edição e/ou manipulação, porém o autor do blog se reserva o direito de excluir todo e qualquer comentário que apresente temática ofensiva, palavras de baixo calão, e qualquer tipo de preconceito e/ou discriminação racial.