Dunga



dunga Dunga nunca foi meu anão preferido. E dificilmente o será, já que, desde minha adolescência, meus anões preferidos são Glóin, e seu filho, Gimli. E ainda soma-se a isso o fato de que, nos últimos tempos, Dunga tem estado mais para Zangado, e com uma boca bem porca.

Se existe uma característica comum a quase todo brasileiro é a memória curta: a algumas semanas atrás, Dunga era um idiota, burro e outros adjetivos menos lisonjeiros, mas foi só sair vencedor em duas partidas e tornou-se um rei, quiçá uma Branca-de-neve - com a boca, claro, bem porca.

Não estou aqui dizendo que eu não fale palavrão, é claro que os falo, principalmente quando resvalo  com o dedo mindinho o pé de algum móvel, mas nunca o desfiro de forma gratuita a quem simplesmente está fazendo seu trabalho, como ele fez no último domingo com um repórter. O fato gerou um mimimi danado, um tal de "CALA BOCA TADEU SCHMIDT" e até mesmo "Um dia sem Globo". Fala sério, o Twitter está ficando insuportável.

A bem da verdade, e, acreditem, sem querer polemizar, acho que a campeã do mundo será a Argentina - não, eu não quero ver o Maradona correr pelado em volta do Obelisco, são apenas fatos - e, com alguma sorte, ou azar, depende do ponto de vista, sobre o Brasil.

Aí sim, quero ver do que vão chamar o - hoje - querido Dunga. Bem...caso alguém pergunte...

Eis aqui a resposta-chave
Quando alguém perguntar "Quem sabe?":
Tchuin-tchuin-tchunclain!
Tchuin-tchuin-tchunclain!

Não dê nenhuma resposta,
Aceite a minha proposta...
Responda apenas:
Tchuin-tchuin-tchunclain!

Refrão:
Nós lhe asseguramos
Que nunca falhará...
Basta responder:
Tchuin-tchuin-tchunclain!

Já existe muita gente,
Respondendo tão somente:
Tchuin-tchuin-tchunclain! 
Tchuin-tchuin-tchunclain!

Quando alguém faz um discurso,
Utiliza este recurso
Se lhe fazem perguntas:
Tchuin-tchuin-tchunclain!

(Refrão)

Se sua mãe lhe perguntar:
"Não é hora de deitar?"
Tchuin-tchuin! 
Tchuin-tchuin-tchunclain!

Se alguém quiser saber:
"O que vai ser quando crescer?"
Tchuin-tchuin! 
Tchuin-tchuin-tchunclain!

(Refrão)

 

OBS: Existe uma discussão acadêmica acalorada sobre o refrão: seria Churi churin fun flais!; Tchuin Tchuin Tchun Chai! ou Tchuin-tchuin-tchunclain! ? A resposta? Pode ser Tchuin-tchuin-tchunclain!



6 comentários:

Dani Brito disse...

Esse quadro me lembra muito de quando o Felipão foi técnico.
Toooodo mundo criticou, depois ficaram com o rabinho entre as pernas. Por isso que eu nunca opino, prefiro esperar o resultado...rs
Maradona pelado nãããão!

Luciano A.Santos disse...

Pois é, Dani Brito, no Brasil as pessoas são críticas de acordo com o que é conveniente no momento. Vamoes ver como do Dunga se sai... Ah, e também não estou muito entusiasmado em ver o Maradona pleado, rsrs.

Valdeir Almeida disse...

Luciano,

Concordo com você. Assisti à entrevista ao vivo pela TV e fiquei boquiaberto com que ouvi.

Eu sei que Dunga é muito pressionado por ter um dos cargos mais visados do mundo. Mas justamente por isso, ele deveria ter equilíbrio para lidar com as pressões.

Eu tenho minhas reservas em relação à Globo (ela é tendenciosa, todo mundo sabe disso). Entretanto, no episódio com Dunga, não apenas a Vênus Platinada, mas toda a imprensa foi desrespeitada com os palavrões do "Zangado".

Abração, e ótima sexta-feira.

Luciano A.Santos disse...

Valdeir,

Eu também estranhei, muito. Quanto à Globo ser tendenciosa, pô, mas quem não é? Cabe a cada um filtrar e saber do que ouve.

Abraços.

Vanessa disse...

Luciano, desde que a Copa começou ouço ( pelo rádio) e assisto repórteres se queixando do esquema de entrevistas da seleção brasileira. Ao contrário dos outros anos, quando era possível , sempre, ao final de cada treino, falar livremente com os jogadores. Nas entrevistas coletivas concedidas com data marcada por no máximo dois jogadores por vez as respostas parecem combinadas ou, se não tanto, no mínimo sintonizaddas. Acho , e este é apenas o meu palpite, que daí nasceu o clima da mal educada situação envolvendo o Dunga. A imprensa, de modo geral e os repórteres que precisam dar plantão na frente da concentração em particular, está bastante insatisfeita com a falta de material de trabalho e daí para aproveitar uma deixa para querer fritar o técnico é um pulo.
Eu não gosto do Dunga, nem deixo de gostar. Para mim ele é mais um pau mandado do ricardo teixeira e sua trupe, que convoca jogador por conta de patrocinador. Mas burro , como o Lazaroni por exemplo ele não é. Não é uma dama como o Parreira ( que homem educado) , é um gaúcho da fronteira de carteirinha, aquele do estereótipo. Fã , fã, mesmo , eu sou do Felipão , pena que saiu da seleção , mas quem aguenta?

Qto á Globo também não acho que seja a corporatização do mal mas assisto tão pouco que nem vi o incidente na tv, tive que procurar na net. Quem populariza essa ideia do mal e a rede globo é a rede record com seu caixa dois da igreja universal rolando solto. Agora, eu passo adiante o calabocatadeuschimidt pq uma falta de educação do dunga virar cerceamento da liberdade de imprensa é um pouco demais.

Resumindo, falei pra caramba e esse comentário virou um post, sorry.

Luciano A.Santos disse...

Vanessa,

Concordo quanto ao Dunga: ele caiu de paraquedas no comando da seleção sem ter experiência alguma, e agora sofre com isso. Não creio que justifique seus atos, mas ninguém também é de ferro.

E quanto à Record concordo plenamente: um pastor da Universal na minha cidade causou celeuma ao proibir os fiéis de assistirem a Globo, dentre outras pérolas proferidas num sermão "inspirado". Ao menos por aqui eles foram à falência, pois o montante arrecadado, segundo o mesmo, não compensava a evangelização.

E adorei o comentário :) Abraços.

Postar um comentário

Os comentários aqui publicados são de total responsabilidade de seu respectivo autor, e não representa, necessarimente, a opinião do blog Luciano A.Santos ,de seu autor, ou seus associados e/ou prestadores de serviços.

Nenhum comentário aqui publicado sofre qualquer tipo de edição e/ou manipulação, porém o autor do blog se reserva o direito de excluir todo e qualquer comentário que apresente temática ofensiva, palavras de baixo calão, e qualquer tipo de preconceito e/ou discriminação racial.