Por que tenho um blog?



A Vanessa, do Fio de Ariadne, publicou, no dia 26 de maio o post Por que tenho um blog?, onde contava como e porque começou a blogar, e, ao final do mesmo, convidou outros blogueiros a também contarem como começaram, como deram seus primeiros passos na "blogosfera". Por motivo de força maior, somente agora, quase dois meses depois, conto como comecei.



A princípio poderia dizer que por terapia, apesar de não fazer tanto sentido assim, ou talvez faça. Não sei.

Comecei a escrever num blog pouco depois que meu pai faleceu, exatamente no dia 5 de agosto, segundo um back-up que tenho. Era um post simples, falando sobre minha gastrite, que me atormentava naqueles dias, postado num blog iniciante, sem rumo, sem nada. Escrevia sobre um monte de coisas várias vezes ao dia, o que comprometia seriamente a qualidade já bastante questionável dos posts.

A dúvida se foi ou não por terapia se explica: Não foi um fato pensado, mas, apesar da qualidade questionável do material publicado, mostrou-se uma boa válvula de escape, uma vez que, concentrado em escrever aquelas pérolas, abstraía-me dos demais assuntos. Era uma boa alternativa para fazer passar mais rapidamente um "tempo" que me era quase insuportável.

A partir de então tomei gosto. Criei e abandonei quase uma dúzia de blogs, a maioria deles aqui no Blogger mesmo, apesar de também ter me arriscado no Wordpress. Foi um longo caminho até encontrar o formato que me agradou e me fez criar raízes, que é este Gule Anda, meu humilde blog de nome estranho (e comprovadamente uma péssima escolha de nome quando se trata de SEO). E estou feliz por aqui, mesmo não postando com tanta frequência.

Além deste estou me arriscando no Crônicas da Montanha da Neblina (nomes de blog, confesso, não são meu forte), com algumas crônicas sobre um lugar ímpar, que ainda será desvendado. O projeto está bem verde, e estou trabalhando nele com calma, só escrevendo quando realmente bate aquela vontade. Espero que algo bom surja de lá.

Outros blogueiros e blogueiras também atenderam à Vanessa e contaram por que têm um blog. Veja quem aqui.

Imagem: Fio de Ariadne


16 comentários:

Elaine disse...

Olá!
Sabe que eu comecei um blog por terapia?
Nem sabia direito o que era, achava que era privado como um diário de papel mesmo e quase infartei ao receber o 1º comentário.
Naqueles dias escrever salvou minha (pouca) sanidade rsrsrs.
Beijos, moço.
Ah, estou divulgando uma promoção do blog de um amigo. Caso você possa, participe! O link está em meu blog.

Luciano A.Santos disse...

Elaine,

Para mim ter um blog acabou funcionando muito bem como terapia, foi uma boa válvula de escape. Imagino como não deve ter ficado surpresa com o comentário, rsrs, ms com certeza foi uma boa surpresa.

Tô indo lá ver a promoção.

Beijos.

Vanessa disse...

Luciano, muito obrigada por participar do evento. Sou fã daqui. Blog serve mesmo como terapia. Lerei Crônicas da Montanha!

abraço

Luciano A.Santos disse...

Oi Vanessa,

É muito bom saber que gosta daqui, espero que também goste do Crônicas da Montanha.

Abraços.

digitaqueeuteleio disse...

Luciano,

tirando os blogs com intuito comercial, os demais devem ter surgido, pelo menos uma boa parte deles, com este motivo, da terapia. Veja quantos blogs já conhecemos, cada um com uma característica, mas que mostra que queremos um canto "nosso", diferente do habitual. Este canto que "nós" cuidamos sem o "bedelho" de ninguém. E as coisas vão evoluindo naturalmente.

Também iniciei um novo blog, mas agora voltado ao trabalho, já que não piso mais em ovos no que estou escrevendo, como era há um ano atrás...rss Tudo é aprendizado e a gente aprende com os erros, como já sabemos.


A minha postagem eu farei em breve também (em agosto), já que o blog vai fazer um ano de vida virtual...rss Não é uma estratégia de SEO mas está tudo blogosféricamente calculado kkk

Um abraço.
Marcelo.

james p. disse...

Luciano,fico muito feliz por você ter encontrado sua voz.Gosto muito daqui,você passa sinceridade,que eu acho uma qualidade primordial em quem escreve.E seus posts são bem cuidados,e sinto que você também tem uma saudável ânsia de conhecimento.Vou seguir seu novo blog com prazer.
Sucesso sempre,força sempre.Grande abraço do James.

Luciano A.Santos disse...

Marcelo,

É verdade, sempre queremos um canto nosso, para que possamos expor nossas idéias. Creio que encontrei meu lugar aqui no Gule, e cá estou bem.

Esperemos por agosto e seus motivos para ter um blog.

Abraços.

Luciano A.Santos disse...

James,

Muito obrigado pelas palavras, espero conseguir atender as expectativas (minhas e de terceiros).

Um grande abraço, e estamos aí, rs.

Rodrigo Saling disse...

(interessante esse esquema de "comentar como:", só não sei qual escolher :-P)
Lá pelo ano 2001 eu enviava emails semanais para meus amigos. Eu não tinha linha telefônica e então toda quarta-feira, enviava as mensagens pela internet da universidade.

Por 2003 eu resolvi criar um blog, e desde lá, já criei tantos quanto já deletei (acho que foram no mínimo 5).

Mas sempre, todos os sites tinham um propósito: publicar minhas bobagens hehehehehe. Fazer o quê né? Sempre tem alguém que lê (como os mesmos amigos de 2001 :-P

Abraço!

Luciano A.Santos disse...

Rodrigo,

posso dizer que sou um dos que te lêem, mas só desde o ano passado, porém já fiquei fã de personagens como o lendário Joãozinho PTPF. E acho que é assim mesmo, numa constante de erros e acertos, uma hora dá pé.

Abraço.

Andreia disse...

Olá Luciano sua terapia com certeza deu certo, pois veja o resultado! Um blog maravilhoso!
Já li Crônicas das Montanhas e gostei muito, continue assim.
Doce beijo querido!!!

Luciano A.Santos disse...

Andreia,

Fico feliz que tenha gostado, e obrigado pelas visitas.

Abraços.

Karina disse...

Gostei muito de saber seus motivos Luciano. tenho que fazer um post eu mesma sobre os meus motivos.
O nome do blog é mesmo estranho e eu gostaria de saber o que significa, mas concerteza a qualidade so posts é bem alta. Antes postar pouco e com qualidade do que postar muito e ser medíocre.

Luciano A.Santos disse...

Oi Karina,

o nome é um pouco estranho mesmo, e nasceu do fato de quase nenhum nome estar disponível para cadastro no Blogger, tudo o que se tenta já tem "dono", até Pato Amarelo ( ou Gule Anda, em norueguês). E a descrição "Bare en and pä dammen", significa "só mais um pato na lagoa", ou seja, um blog nesta imensa lagoa que é a internet.

Grande abraço.

Elaine dos Santos disse...

Luciano,
sabe que também iniciei por terapia. Meu pai sofreu um AVC grave em 2007 e, em 2008, eu perdi o emprego, passa os dias em casa, cuidando do pai e estudando para a prova do doutorado. Precisava, então, interagir com as pessoas, expressar pensamentos. No início, a idéia era que fosse um blog sobre literatura, desisti, acabou virando uma salada de frutas, mas tem sido legal, acima de tudo porque tenho conhecido pessoas muito legais como vc!
abçs e boa semana :)

Luciano A.Santos disse...

Oi Elaine,

Também sou um exemplo de que os blogs são uma ótima pedida enquanto terapia, muito se aprende e se conhece por meio deles.

Grande abraço e boa semana.

Postar um comentário

Os comentários aqui publicados são de total responsabilidade de seu respectivo autor, e não representa, necessarimente, a opinião do blog Luciano A.Santos ,de seu autor, ou seus associados e/ou prestadores de serviços.

Nenhum comentário aqui publicado sofre qualquer tipo de edição e/ou manipulação, porém o autor do blog se reserva o direito de excluir todo e qualquer comentário que apresente temática ofensiva, palavras de baixo calão, e qualquer tipo de preconceito e/ou discriminação racial.