Dia do Orgulho Nerd




Hoje, 25 de maio, é o Dia do Orgulho Nerd, ou Geek Pride Day, se você preferir. Criado na Espanha em 2006, é comemorado na data em que "aniversaria" o lançamento de Star Wars: Uma Nova Esperança. O Dia é uma iniciativa que, segundo a Wikipedia, advoga o direito de toda pessoa ser nerd ou geek, e trás também um manifesto com os deveres e direitos de um autêntico nerd, que são:

Direitos
  • O direito de ser ainda mais nerd.
  • O direito de não sair de casa.
  • O direito de não ter um par romântico e de ser virgem.
  • O direito de não gostar de futebol ou de qualquer outro esporte.
  • O direito de se associar a outros nerds.
  • O direito de ter poucos (ou nenhum) amigo.
  • O direito de ter tantos amigos nerds quanto quiser.
  • O direito de não ter que estar "no estilo".
  • O direito ao sobrepeso (ou subpeso) e de ter problemas de vista.
  • O direito de expressar sua nerdice.
  • O direito de dominar o mundo.

Deveres

  • Ser nerd, não importa o quê.
  • Tentar ser mais nerd do que qualquer um.
  • Se há uma discussão sobre um assunto nerd, você tem que dar sua opinião.
  • Guardar todo e qualquer objeto nerd que você tenha.
  • Fazer todo o possível para exibir seus objetos nerds como se fosse um "museu da nerdice".
  • Não ser um nerd genérico. Você tem que ser especialista em algo.
  • Assistir a qualquer filme nerd na noite de estréia e comprar qualquer livro nerd antes de todo mundo.
  • Esperar na fila em toda noite de estréia. Se puder ir fantasiado, ou pelo menos com uma camisa relacionada ao tema, melhor ainda.
  • Não perder seu tempo em nada que não seja relacionado à nerdice.
  • Tentar dominar o mundo!

Sempre fui nerd. No meu tempo - tenho só 23 anos, mas, como as coisas hoje em dia evoluem numa velocidade intrigante, sou bastante velho em alguns aspectos, ainda mais se se levar em conta que sou do tempo em que pesquisa era feita na Barsa e computador só existia na prefeitura - ser nerd não era nada tão, como posso dizer, glorioso. Se você era nerd queria dizer que você era magrelo, tímido, chato pra cacete, inteligente e impertinente nas aulas, e com um - único - amigo descolado que olhava de cara feia para qualquer um que tentasse te intimidar quando você pedia à professora mais matéria para casa, e que jogava por você e por ele nas aulas de Educação Física.

No meu tempo, não existia internet, e essa afirmação é catastrófica. Muita gente não consegue se lembrar do tempo em que não existiam os blogs, o Facebook, o Twitter ou os servidores P2P. E muita gente prefere esquecer os tempos onde não tinham à disposição uma rede mundial onde podem se manifestar, abertamente, para a veneração - ainda que invejosa - de outros nerds. Os nerds, e creio que o melhor seria ter escrito "nós", fizeram da internet um território todo seu, um espaço seguro onde se proclamaram geeks - aqui me excluo - e puderam dominar o mundo, nem que apenas o informacional.

É uma revolução? Não sei. Tem muita coisa ruim envolvida, os geeks tendem a desprezar os novatos, temem a proliferação do Twitter entre os usuários do Orkut, e só ouvem quem possui um nível determinado de relevância na meritocracia informacional da internet, por mais ridícula que essa sentença possa parecer - e talvez seja. Fazem com os novatos, ou com os sem importância nesta meritocracia aquilo que os "descolados" faziam com eles na escola. É uma repetição ridícula e digna de pena. Muitas vozes da verdade que circulam na Internet poderiam ser caladas com umas gotas de Atroveran. Falar para chocar é a alternativa dos fracos e psicologicamente combalidos. Assim como quem os ouve.

É dificil separar o trigo do joio, mas talvez seja necessário.

Feliz dia do orgulho nerd, aos nerds de antigamente.

Foto



16 comentários:

Dri Viaro disse...

hehe, eu já sabia pois hj de manha falaram aqui
bjss boa semana

digitaqueeuteleio disse...

Bastou eu ler "ter o direito de não gostar de futebol..." que já me inclui no termo...rss

Exatamente isso que você apontou, que é o mais comum na rede: eles querendo ser "mais" eles, como se os outros recém-chegados não devessem ter este direito de usufruir e de CONHECER estas nerdices que eles cultivam. O twitter está com esta fama de guerrinhas de ego por isso. O mais irônico é vê-los falando em seus blogs de combate ao plágio e pirataria, quando eles mesmos ensinam como realizar estas tarefas "ilegais".

Estou me esforçando pra ter um título de nerd light dos novos tempos. (Eu também gostava de ter mais tarefas para casa kkkkkkk)

Viva o nosso dia, então (da forma que nos é possível)...rss

Um abraço.
Marcelo.

Luciano A.Santos disse...

Oi Dri, obrigado pela visita, boa semana também :)

Luciano A.Santos disse...

@Marcelo,

no twitter pipocam essas briguinhas, como você mesmo disse, e acham que é uma ferramenta exclusiva deles. Fazer o que se querem se enganar.

E viva nosso dia :)

Dri Viaro disse...

Boa tarde
bjss

Vanessa disse...

Que post legal. Acho que sou meio nerd, meio muzzarela...

Mas o motivo da minha visita é outro. O post de ontem rendeu bons frutos , se você quiser escrever sobre o tema Por que eu tenho um blog? ou tiver um texto publicado envie o link para o Fio. É uma blogagem coletiva sem data marcada e sem lista de inscrição. Basta escrever, publicar quando quiser e enviar o link que eu colocarei na lista .

Abraço!

Luciano A.Santos disse...

Oi Vanessa,

já estava pensando em escrever sobre o tema depois que vi lá no Fio, mas vou ter que esperar passar a semana de provas da faculdade. Eu sou nerd, sempre fui, apesar de, hoje em dia, já ter quebrado alguns dos deveres e direitos nerds. Mas fazer o quê...

Abraços.

Susi^Â^ disse...

Viva os Nerds!
E salve o Dia deles!

bete disse...

Oi, cheguei aqui pelo concurso da Elaine e amei, e dei risada, e lembrei de minhas nerdices, e fui!

Nerd tem pressa...

Mônica disse...

Li por causa do concurso e adorei. seu texto dá vontade de acrescentar algo de tão parecido com o meu tempo. Mas sou velha tenho 50 anos.
com carinho Monica
Vou torcer para ficar no primeiro lugar

Luciano A.Santos disse...

Susi^Â^ ,

só posso responder:

VIVA!!!VIVA!!!

Abraços.

Luciano A.Santos disse...

Olá bete,


Seja bem vinda, fico feliz que tenha gostado. Também estou lendo os posts linkados lá. Estou gostando.

Abraços.

Luciano A.Santos disse...

Olá Mônica,

Acho que todos os nerds, de todas as gerações, são parecidos em alguns aspectos, apesar de que o foco muda: antigamente era Star Wars, hoje são os computadores e a Internet, e por aí vai.

Fico feliz que tenh gostado do post, Abraços.

Andreia disse...

Oi! Vim pelo concurso e adorei teu texto.
Viva os Nerds!!!
Beijos e boa sorte no concurso.

Luciano A.Santos disse...

Olá Andréia,

Obrigado pela visita, e que bom que gostou. E Viva os Nerds, rsrs!!

Abraços.

Gisa disse...

Muito legal seu texto. Também sou do tempo em que não existia internet... mas não me considero uma nerd... embora na escola todos me achavam bizarra porque eu colecionava artigos de revistas e não homens semi-nus, como as garotas de minha idade... hahaha
Gostei muito do seu blog!
Abraços

Postar um comentário

Os comentários aqui publicados são de total responsabilidade de seu respectivo autor, e não representa, necessarimente, a opinião do blog Luciano A.Santos ,de seu autor, ou seus associados e/ou prestadores de serviços.

Nenhum comentário aqui publicado sofre qualquer tipo de edição e/ou manipulação, porém o autor do blog se reserva o direito de excluir todo e qualquer comentário que apresente temática ofensiva, palavras de baixo calão, e qualquer tipo de preconceito e/ou discriminação racial.